Novo velho sentimento

Poppy Flower Watercolor by Boogiemanu on deviantART:

“Eu deveria começar esse texto te agradecendo, porque mesmo sem saber, você despertou uma parte adormecida de mim, um lado meu que eu sentia falta. Então muito obrigada!
Muito obrigada por me acordar, por fazer eu me sentir viva, por proporcionar sensações que eu não tinha mais ideia de quando ia sentir novamente.

Eu me sinto uma adolescente com você. E embora muitas pessoas possam achar que isso é uma coisa negativa, eu considero positiva, sabe por quê?

Porque eu me sinto insegura, ansiosa, boba, animada, inspirada, com medo do futuro, mas louca para arriscar tudo, atrevida, as cores ficam mais vibrantes. A maior parte disso tudo pode ser ruim, mas também é um dos motivos que fazem eu me sentir viva, com o mundo aos meus pés esperando por mais um passo meu.

Com você tudo é novo, com você eu tenho amizade, diversão, aprendizagem, gentileza. Você se interessa pelos meus assuntos, pela minha vida, você demonstra sentimentos e eu adoro isso. O mundo anda cheio de pessoas frias, que não gostam de mostrar o que estão sentindo, seja por medo ou orgulho, quando na verdade tudo o que precisamos é nos preencher e preencher o outro de amor.

Adoro saber sobre o seu dia, sobre as coisas que você gosta, adoro quando você me conta o que está fazendo, e o que acontece no seu jogo de vídeo game, adoro quando você me manda fotos do que está comendo ou de onde está. Faz eu me sentir mais perto de você.

Queria que a distância não fosse tão longa, queria poder pegar um ônibus (no caso um avião) agora e te ver, te abraçar e passar o dia inteiro conversando pessoalmente com você.

Eu não sei aonde tudo isso vai dar, minha mente anda planejando cenas dignas de filmes de romance ganhadores do Oscar, porque o que eu vou dizer agora pode soar bem clichê, mas é verdade: “Você é o meu primeiro pensamento quando acordo e o último quando vou dormir.”

Mas se nada do que a minha mente está criando acontecer, tudo bem, já sou muito feliz por ter te conhecido e por estarmos fazendo parte da vida um do outro. Espero te encontrar logo!”

  • Fernanda Cipriano
Anúncios

Sabe aquele momento?

Sabe aquele momento?

Sabe aquele momento? Aquele que é tão precioso, único e frágil como uma bolha de sabão, que por mais que você saiba que só vai durar segundos, você quer que dure horas.
Aquele momento em que você olha para uma flor e realmente a enxerga, com toda a sua beleza, simplicidade e pureza.
O momento em que em meio a tantos pensamentos carregando os problemas do dia a dia, por um instante você para para respirar, e pela sua janela olha para o céu. Ele está com aquele tom de azul claro dos dias de verão, as nuvens brancas como algodão, pássaros voam para lá e para cá em uma dança divertida, e você se lembra de quando era criança e tentava adivinhar qual formato tinham as nuvens.
Uma baleia, um navio, um cachorro. E aquela imagem parece como a pintura mais bonita de um artista.
Ou ainda aquele momento em que você está sentado em um lugar apenas deixando a hora passar, e você vê aquela pessoa que admira de longe todos os dias, e ela senta a uma certa distância de você, nesse exato momento você sorri por dentro.
Você está com os fones de ouvido e está tocando uma música que você gosta, e por mais que ela não tenha nada a ver com o momento, ele deixa ele especial. É como a trilha sonora de uma comédia romântica.
E mesmo que não esteja acontecendo nada, mesmo que vocês mal tenham se olhado e que cada um esteja vivendo no mundo particular de suas mentes, ainda assim significa algo. Porque é o momento em que você toma consciência de quem tem outra alma ao seu lado, e talvez pela primeira vez no dia, você se interessa pelos pensamentos de outra pessoa.
Momentos que aparentemente não são nada, mas que trazem tudo.
E em meio a tantas confusões, tanto cansaço, tanto desejo de estar em outro lugar, são esses momentos que fazem eu me sentir completa.

– Fernanda Cipriano.

O que aconteceu com a gente?

O que aconteceu com a gente?

 

O que aconteceu com a gente?

Acho que essa é a pergunta certa. Porque depois de tanto tempo pensando sobre isso, não acho que exista um único culpado. Embora, por um tempo eu tenha culpado você. Mas eu acho que também tenho culpa. Não acho que fui uma boa amiga muitas vezes.

Mas mesmo assim, eu me importava com você. Podia não parecer, mas você era meu melhor amigo. Você foi o meu primeiro melhor amigo. Eu adorava ficar ouvindo você falar da sua vida, das suas paixões. Eu realmente não me importava de ficar ouvindo. Mas esse é o problema, eu ouvia demais e falava de menos. Acho que isso me fez parecer indiferente.

E eu realmente acho que você me considerava sua amiga, afinal, você falava muito comigo.

Eu só queria entender por quê a gente deixou isso acontecer. Porque não insistimos? Por que não lutamos pelo que tínhamos? Por que fomos deixando a vida e as situações nos separarem?

Quatro anos se passaram e às vezes isso é tudo o que eu penso quando acordo até a hora de ir dormir. Eu fico me perguntando se você fez as coisas que queria fazer, como está a sua vida. Eu queria ainda fazer parte dela. Há momentos que eu gostaria de ter compartilhado com você.

E eu espero um dia poder te ver de novo e te dizer isso pessoalmente. Porque eu me importava e ainda me importo com você.

Eu sinto sua falta.

Por: Fernanda Cipriano.

“A noite chega convidando os fantasmas para virem me assombrar. Eu sei que eles assombram você também.
Eu era uma pequena garota inocente, em que o mundo se resumia a belas histórias em uma casinha de boneca.
Você era um menino que se perdia em suas aventuras na floresta, derrotando dragões e animais fantásticos. Agora os dragões são outros e reais, e estamos fadados a fazer coisas das quais não nos orgulhamos.
Mas quando nos encontramos, naquele singelo momento, quando o Sol expõe seus primeiros raios, quando o céu começa a se iluminar, é quando minha alma se ilumina e então somos tudo o que existe.
Eu olho para você e seus olhos cansados voltam a ter o brilho de antigamente. Nos sentamos sob o salgueiro e por um instante o mundo fica em paz. Abraçados e com os olhos fechados escutamos o farfalhar das árvores e o canto dos pássaros.
Você olha para mim, acaricia meu rosto e então me beija, e é como se estivéssemos nos beijando pela primeira vez. É como se todas as coisas boas estivessem sobre nós, como se os anjos depositassem toda sua graça em nós. Por um momento, alcançamos o paraíso.
É sublime.
Isso me dá força. Força para te lembrar que eu te amo, e que mesmo que seja só por um momento, eu vou afastar seus medos e vamos esquecer que a guerra está consumindo tudo a nossa volta.
Só por um momento, vou te lembrar que ainda há luz e bondade, e que podemos ser felizes para sempre, não importe quanto tempo o para sempre dure.
Você precisa ser cruel, mas vou te lembrar da infância e dos dias bons, e por um momento você vai voltar a ser o garotinho com sua espada de madeira.
E mesmo que por um momento, mesmo que seja o nosso último, lembre-se do que éramos e guarde consigo. Faça do amor seu objetivo.”

Inspirado na música: The Power of Love – Gabrielle Aplin

Por: Fernanda Cipriano.

“Escrevo sobre muitas coisas, mas é a primeira vez que escrevo um pedido de desculpas.

Depois de tanto tempo, não achei que fosse ver você outra vez. Mas nos encontramos. Eu tentei puxar conversa, saber como você está, mas não somos mais os mesmos. E isso caiu sobre mim com força, porque sei que sou a culpada.

Hoje eu olho para o passado e vejo o quanto eu estava errada sobre tudo. E o quanto você era incrível e bom para mim. Porque eu simplesmente não conseguia ver o que importava.
Eu era fútil, mimada. Magoei você e provavelmente muitas pessoas. Mas eu quero me desculpar com você, porque você me deu tudo, você estava lá em todos os momentos e eu deixei você na primeira oportunidade.
Sinto falta dos momentos bons, do seu sorriso, das piadas que você contava para me ver sorrir.
Então, se você ler isso um dia, saiba que me arrependo de tudo o que não fiz por você, pela dor que causei e que torço para que você encontre alguém que te mereça, que veja o quanto você é especial e que dê valor a isso.
Desculpe.”

Inspirado na música: Back to December da Taylor Swift

Por: Fernanda Cipriano.

a perfect day
É Natal. Todos estão em suas casas, sentados à mesa com suas famílias, rindo e se divertindo. Você também deve estar.
E enquanto eu fico sentado em meu sofá com uma caneca cheia com café, a neve caindo, eu percebo que tudo o que está na minha mente e tudo o que eu vejo são seu olhos. É como na primeira vez em que te vi, eu olhei para você e tudo o que eu soube era que eu queria te conhecer melhor. Porque seus olhos tem aquele tom castanho que me faz esquecer do mundo e me sentir em casa.
Todos nós sabemos que o amor machuca, mas mesmo assim nunca desistimos dele. Eu não desisti, porque não importa que você não me ame, ou que eu não seja para você nem um por cento do que você é para mim. O que importa é o que você me faz sentir.
Porque por mais que doa, é como eu sei que estou vivo.
E amanhã você vai embora, e tudo o que queria te dizer é que eu espero que você fique bem e que guarde todas as nossas lembranças, que leve meu amor contigo. Porque quando você estiver triste, meu amor vai te curar, te fazer sorrir e seguir em frente. E eu vou fazer o mesmo.
Eu vou deixar você ir, vou guardá-la comigo. Nos dias frios lembrarei do seu sorriso e ele continuará sendo meu sol.
E quero que saiba que você está em cada parte de mim e do meu dia.
Eu queria que tivéssemos nos apaixonado.

Por: Fernanda Cipriano.

Carta para meu amor

Acordo e me encanto com a imagem de você deitado ao meu lado, imerso em um sono profundo. A aparência de um anjo. Sorrio ao contemplar-te. Sempre foi tão bonito, e teve a sorte de não ser castigado pelo tempo. Apesar de não ter mais a mesma agilidade, e as rugas terem tomado sua pele, os olhos e o sorriso que eu tanto amo continuam os mesmos. E eu amo isso em você. Eu amo tudo em você.

Amo seu jeito doce e gentil, mesmo quando eu não mereço. Mesmo quando sou chata e orgulhosa, você sabe quando eu preciso de um tempo, e respeita isso.

Lembra da primeira vez que nos vimos? Nossos amigos nos apresentaram e eu sempre muito tímida não falei direito com você a noite toda. Nunca te contei mas, eu estava morrendo de medo de parecer uma idiota, eu me sentia uma idiota perto de você, tudo o que eu pensava em dizer parecia estúpido demais, e você nunca iria gostar de mim. Desde o primeiro momento você me deixou vulnerável, e é por isso que eu me fechei para você.

Não conversávamos muito, na verdade eu não deixava a conversa fluir com medo de dizer alguma besteira, mesmo que eu quisesse ficar conversando com você por horas a fio. Eu sempre gostei da sua presença, desde o primeiro minuto, mas não mostrei imediatamente. Até o dia em que você me viu chorando quando minha vida estava um caos. Você me abraçou e ficou comigo, mesmo sem entender o motivo do meu choro. Lembro-me de ter adormecido em seus braços, e eu nunca me senti tão segura em toda a minha vida. Desde de então eu parei de te afastar, e fomos ficando cada vez mais próximos.

Então veio o dia do nosso primeiro beijo, estávamos apreciando a vista do lago a alguns quilômetros da sua casa, eu estava nervosa, mas quando senti seus lábios nos meus, eu sabia que o mundo poderia explodir com uma tempestade solar, e eu não me importaria, contanto que minha vida terminasse ao seu lado, eu estaria bem e feliz.

Lembro-me de suas mãos tremendo ao me pedir em namoro para meu pai, e de sua cara de alívio quando ele aprovou.

E quando me levou para ver o pôr do sol na praia, e esperou até o último resquício de luz solar ir embora para me pedir em casamento. Eu não sabia o que pensar tamanha minha surpresa, mas o “Sim” escapou de meus lábios sem que eu percebesse.

Ver você me esperando no altar, com seu terno branco, seus olhos azuis brilhando intensamente, e seu sorriso de iluminar qualquer alma sombria foi a melhor coisa do mundo. Naquele momento eu soube que “Aceito” foi a palavra mais certa que eu já disse em toda a minha vida.

E quando nossos corpos e almas finalmente se tornaram um só, eu estava tão nervosa, nós dois estávamos, mas você fez tudo acontecer tão perfeitamente, que me fez perceber que não poderia ter sido em outro momento, nem com outra pessoa.

Quando soubemos que teríamos nosso primeiro filho, você só faltou colocar um outdoor em nosso quintal escrito: “EU VOU SER PAI!”. Obrigada por ter sido tão paciente nesta fase.

E então nossa filhinha nasceu. Agora já está casada e construiu sua família. E talvez você nunca tenha percebido, mas você foi o pai mais coruja, carinhoso e atencioso do mundo. Nossa filha é muito sortuda por isso.

Eu só tenho a agradecer por todos esses 65 anos de casados, você me fez a mulher mais feliz e realizada do mundo. Eu agradeço à Deus todos os dias por ter te colocado na minha vida. Agora já estamos velhos e nossa vida está chegando ao fim. Chegará o dia em que deixaremos tudo isso, faremos nossa filha chorar, e nossa carne servirá de comida para os insetos. E então seremos apenas mais um que completou seu ciclo biológico, que contribuiu para o aumento no número da sociedade, e que agora contribui para o número de mortos. E nossa vida não passou de mais uma história no livro do Universo.

Nossa vida e existência pode ter sido tudo isso, mas acredito que nosso amor foi mais. Nosso amor foi muito mais. Não para o nosso vizinho, ou para o morador de rua da China, mas para nós. Nossa existência não foi em vão. Podemos não ter descoberto a cura para o câncer, mas completamos um ao outro. E eu não poderia ter escolhido destino melhor.

Eu acredito que exista algo lá em cima para nós. E acredito que esta vida não é o fim. E eu gostaria de dizer que quando nossa hora chegar, estarei pronta para te encontrar no Céu, e em todas as outras vidas que tivermos.

Eu te amo

Por: Fernanda Cipriano.